26092017Últimas:
26 de Setembro de 2017, 13:16

Memória: A morte do polêmico apresentador Alborguetti em 2009

.

 

..

O polêmico radialista e ex-deputado paranaense, Luis Carlos Alborguetti, morreu em 2009.  Há muito ele já tinha perdido o poder do passado. Começando com programas policiais sensacionalistas em Londrina, elegeu-se deputado estadual em 1986, e reelegeu-se mais três vezes. Em Curitiba passou a fazer o programa “Cadeia” para todo o Paraná, e até chegou a ser temporariamente nacional, quando a antiga TV Paraná transformou-se na Rede CNT, com apoio do esquema do então presidente, Fernando Collor.

.

.

.

O apresentador Ratinho foi repórter de Alborghetti, ganhou popularidade e acabou por substituir o apresentador. O queda de Alborghetti começou quando ele deixou a Rede CNT, por uma divergência política com o dono, José Carlos Martinez, já falecido. Clique aqui para conhecer o grupo “Memória da Comunicação Brasileira”, criado por este portal no Facebook.

.

.

 .
Veja a última gravação que ele fez em casa, para a internet, antes da morte, no dia 9 de dezembro de 2009. Hoje os trechos de seus programas ainda tem grande visitação de jovens nas postagens do Youtube.
 .
 
 .
E aqui está o Alborghetti dos velhos tempos.
.
.
E no início, em 1986, quando foi eleito deputado estadual e mudou-se para Curitiba: Veja abaixo a entrevista ao Canal 12, no “Bom Dia Paraná”.
.
 
 
Clique aqui para ver os destaques de hoje deste Portal da Memória.
.
.
.

Que mais?

Publicações Relacionadas

2 Respostas to "Memória: A morte do polêmico apresentador Alborguetti em 2009
"

  1. Geraldin disse:

    Explorou a ignorância das massas, mas em seu caminho foi ofendendo a tudo e a todos.
    Não é possível representar todos os tipos preconceito e burrices sem ofender a todas as famílias, todos conhecemos ou somos ligados a um bêbado, um homossexual, um ladrão, um viciado, um fumante, um político, um crente etc,etc.
    Como ele não tinha espelho criticou a todos.

  2. Pedro Guimarães disse:

    Deixou uma das maiores imobiliárias e construtora de Maringá, da qual sua esposa toma conta até hoje e é proprietária também de um hotel em bal.de Camburi. O poder politico perdeu mas o $$$ não!

Deixar uma Resposta

Enviar um comentário